fbpx 260711774397346
Diplomacia

Incidência em Política Internacional

By 10 de maio de 2019 No Comments

Barão do Rio Branco, ao centro (Arquivo Nacional/Flickr).

Contexto da disciplina de Política Internacional no CACD

O conteúdo programático de Política Internacional (PI) presente no edital é composto por 21 tópicos e aproximadamente 20 subtópicos. Os assuntos passam por teoria, história e atualidades.

Embora todas as disciplinas estejam sujeitas a sofrer alguma influência do noticiário, a disciplina de PI é a mais afetada pelas discussões correntes na mídia. Por exemplo, o tópico “16. Agenda internacional e o Brasil” é o mais destacado em incidência de questões, quase 25% dos itens, e tem forte relação com atualidades.

Convergência com outras disciplinas

Em geral, os tópicos de PI também convergem com tópicos de outras disciplinas, como História Mundial (HM), História do Brasil (HB), Economia (ECO) e Geografia (GEO). Por exemplo, em PI, os tópicos:

  • “2. Política Externa Brasileira […]” é de muita afinidade com HM e HB;
  • os blocos econômicos, o sistema financeiro e o comércio internacional também são assuntos de ECO;
  • e a pauta atual de imigração, refugiados e meio ambiente, aparece também em GEO.

Desse modo, PI é a disciplina na qual praticamente todo o concurso converge. Estudá-la ajuda na preparação para tudo, até mesmo para o exercício da profissão.

Imprecisão na separação de temas

Porém, os tópicos nem sempre são precisos na separação dos temas. Frequentemente, uma questão poderia ser encaixada em mais de um assunto. Por exemplo, o tópico “18 O Brasil e a formação dos blocos econômicos” acaba perdendo prestígio para os tópicos “3. […] América do Sul [Mercosul]” e “10. União Européia […]”.

Alterações no programa

Nas 18 edições do CACD de colaboração entre o IRBr e o Cebraspe, entre os anos de 2002 e 2018, o conteúdo de PI passou por diversas mudanças. Os últimos ajustes foram feitos no programa de 2017, com a inclusão dos subtópicos “Conflito étnico, sectário e nacionalismo: os casos do Bálcãs e do Oriente Médio (Síria, Líbano, Iraque)” e “Políticas de identidade: gênero, raça e religião como vetores da política mundial”.

Incidência de temas em PI

O site do Cebraspe disponibiliza 16 provas de TPS, faltando apenas as provas das duas primeiras edições. Nas provas disponíveis, ocorreram 515 itens de PI, distribuídos da seguinte maneira: 

Incidência nos últimos 5 anos

Ainda, cabe fazer o recorte das últimas 5 provas. Ressalta-se que, em 2017, o TPS passou por uma nova distribuição de questões por disciplinas. No entanto, somente PI e Direito não foram afetadas, conforme apontado no post Como é o formato e quais são as disciplinas do TPS?.

O programa verticalizado de PI

Por fim, é útil a exposição do conteúdo programático de PI no edital, de forma verticalizada. Esse modo de visualização auxilia na sistematização dos estudos.

POLÍTICA INTERNACIONAL (Primeira e Terceira Fases):

1 Relações internacionais:

conceitos básicos,
atores,
processos,
instituições e
principais paradigmas teóricos.

2 A política externa brasileira: evolução desde 1945, principais vertentes e linhas de ação.
3 O Brasil e a América do Sul.

3.1 Integração na América do Sul.
3.2 O MERCOSUL: origens do processo de integração no Cone Sul.
3.3 Objetivos, características e estágio atual de integração.
3.4 A Iniciativa de Integração da Infraestrutura Regional Sul-Americana (IIRSA).
3.5 A União Sul-Americana de Nações: objetivos e estrutura.
3.6 O Conselho de Defesa da América do Sul.

4 A política externa argentina; a Argentina e o Brasil.
5 A política externa norte-americana e relações com o Brasil.
6 Relações do Brasil com os demais países do hemisfério.
7 A Política externa francesa e relações com o Brasil.
8 Política externa inglesa e relações com o Brasil.
9 Política externa alemã e relações com o Brasil.
10 A União Europeia e o Brasil.
11 Política externa russa e relações com o Brasil.
12 A África e o Brasil.
13 A política externa da China, da Índia e do Japão; relações com o Brasil.
14 Oriente Médio:

a questão palestina;
Síria,
Iraque,
Irã e
outras situações nacionais relevantes.

15 A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.
16 A agenda internacional e o Brasil:

16.1 O multilateralismo de dimensão universal:

a ONU;
as Conferências Internacionais;
os órgãos multilaterais.

16.2 Desenvolvimento.
16.3 Pobreza e ações de combate à fome.
16.4 Meio ambiente.
16.5 Direitos Humanos.
16.6 Comércio internacional e Organização Mundial do Comércio (OMC).
16.7 Sistema financeiro internacional.
16.8 Desarmamento e não-proliferação.
16.9 Conflito étnico, sectário e nacionalismo: os casos

do Bálcãs e
do Oriente Médio (por exemplo:
Síria,
Líbano,
Iraque).

16.10 Crimes de guerra e crimes contra a humanidade: genocídio, holocausto e a Corte Penal Internacional.
16.11 Políticas de identidade: gênero, raça e religião como vetores da política mundial.
16.12 Terrorismo.
16.13 Narcotráfico.
16.14 A reforma das Nações Unidas.

17 O Brasil e o sistema interamericano.
18 O Brasil e a formação dos blocos econômicos.
19 A dimensão da segurança na política exterior do Brasil.
20 O Brasil e as coalizões internacionais:

o G-20,
o IBAS e
o BRICS.

21 O Brasil e a cooperação sul-sul.

A série de posts sobre TPS e disciplinas

Confira as demais publicações da série:

Leave a Reply